A história da imigração italiana

ExposiçãoItalia 130Exposição documental e de imagens dos Giuliani nel Mondo está aberta à visitação na Embaixada da Itália.

Liz Lôbo

Imigrantes de língua, cultura e nacionalidade italiana originários das províncias de Trieste e Gorizia, que, exilados, abandonaram em massa suas casas após a ocupação iugoslava no final da Segunda Guerra Mundial. É a saga deles que está registrada, por fotos e documentos, na mostra “Ierimo. Semo. Saremo.”, que visa incentivar a reflexão sobre passado, presente e futuro dos chamados Giuliani no Mundo.

ExposiçãoItalia 055A exposição foi aberta pelo embaixador Antonio Bernardini, dia 26 de novembro, com cerca de 200 convidados. O Coro Italiano da UnB também fez sua primeira apresentação na embaixada. O acervo pode ser visitado até o final de dezembro, em horário comercial.

O evento foi organizado pela equipe de serviço cultural da missão diplomática italiana, pela Associação “Giulianni nel Mondo”, de Trieste, e seus círculos brasileiros. De acordo com Roberto Max Lucich, presidente da associação em Brasília, estavam  na abertura da mostra o presidente mundial da entidade, Dario Locchi; o presidente da “Associazione Bellunesi nel Mondo”, Oscar De Bona, e Ilaria Del Bianco além do presidente “Associazione Lucchesi nel Mondo” . Também participou do evento Ilaria Del Bianco, presidente da Unaie- “ Unione Nazionale Associazioni Immigrati ed Emigrati”

ExposiçãoItalia 129A exposição-documentário sobre a emigração Giuliani nel Mondo é montada desde 2004, de forma itinerante, tendo passado pela Austrália, África do Sul, Estados Unidos, Itália, alguns países da Europa e agora chega ao Brasil. “Um terço dos 350 mil italianos fugidos da Ístria, Rijeka e Dalmácia tiveram que deixar também a Itália. Muitos são os migrantes que chegaram na América do Sul, em particular ao Brasil, como demonstrado pelos Círcolos Giulianos no mundo, hoje aqui representados”, discursou o embaixador Antônio Bernardini. Segundo ele, estima-se que os Giulianos atualmente residentes no exterior, entre emigrantes de primeira geração, descendentes e aqueles que decidiram se transferir para fora do país, sejam aproximadamente 150 mil.

O presidente da Associazione Giuliani nel Mondo, Dario Locchi, com o embaixador Antonio Bernardini
O presidente da Associazione Giuliani nel Mondo, Dario Locchi, com o embaixador Antonio Bernardini

A Associazione Giuliani nel Mondo, que vai comemorar seu 50º aniversário em 2020,  tem cerca de 50 círculos em vários países. De acordo com seu presidente mundial, Dario Locchi, a mostra “nasce para se conhecer, explicar, na Itália e no exterior, a imigração giuliana”. “Ela é diferente daquela tradicional das outras regiões italianas porque , em grande parte, não foi determinada pela necessidade de fugir das condições de miséria e subdesenvolvimento, mas a partir dos acontecimentos histórico-políticos conturbados que afetaram as áreas da Istria, de Fiume, da ilha de Quarnaro, da Venezia Giulia e da Dalmazia”, explicou Locchi.

O cônsul geral Paolo Miraglia del Giudice enfatizou a importância desta iniciativa que visa uma reflexão histórica emigração em geral, mas também a necessidade de uma simbiose entre a segunda e terceira gerações de descendentes e o grande número de jogadores no fenômeno cada vez mais acentuada da nova emigração. No próximo ano, a mostra será montada nos consulados geral do Rio de Janeiro, de São Paulo.

A presidente da União Nacional Associação de Imigrantes e Emigrantes (UNIE), Ilaria Del Bianco, com o embaixador Antonio Bernardini
A presidente da União Nacional Associação de Imigrantes e Emigrantes (UNIE), Ilaria Del Bianco, com o embaixador Antonio Bernardini
Roberto Max Lucich, presidente do Circolo Giuliano de Brasília, com o embaixador Antônio Bernardini
Roberto Max Lucich, presidente do Circolo Giuliano Brasília, fundador do Coro Italiano da UnB e conselheiro do Comites Brasília, com o embaixador Antônio Bernardini
Grande atração da abertura da mostra, o Coro Italiano da UnB
Grande atração da abertura da mostra, o Coro Italiano da UnB

 

Os presidentes dos circolos Giuliani no mundo
Os presidentes dos circolos Giuliani no mundo

ExposiçãoItalia 091ExposiçãoItalia 054ExposiçãoItalia 085ExposiçãoItalia 090ExposiçãoItalia 019ExposiçãoItalia 023ExposiçãoItalia 031ExposiçãoItalia 044ExposiçãoItalia 062ExposiçãoItalia 108ExposiçãoItalia 112ExposiçãoItalia 137ExposiçãoItalia 131ExposiçãoItalia 006ExposiçãoItalia 018ExposiçãoItalia 104ExposiçãoItalia 107