A vinicultura theca

A República Tcheca é mundialmente conhecida pela fabricação de cerveja, considerada uma das melhores do mundo. Entre os aguardentes, é famosa a cachaça Slivovice, feita da fermentação de ameixa, e entre os licores, a Becherovka, aquela das garrafas verdes achatadas, feita originalmente de raízes de pinheiros. Os vinhos tchecos são menos conhecidos, mas ultimamente a qualidade está melhorando. Prova disso são as muitas medalhas conquistadas em concursos internacionais.

Para matar a curiosidade, um grupo de brasileiros, apreciadores de vinhos, resolveu conferir “in loco” os sabores e aromas desses vinhos. Eles estão em Bratislava na Eslováquia, o país vizinho que antigamente fazia parte da Tchecoslováquia, de onde parte um tour pelo interior do país e inclui o Slovak National Wine.

theca2Salon em Pezinok e o castelo vermelho, visitados no primeiro dia, que termina em Nitra. No segundo dia, depois do tour pela cidade de Nitra, com sua catedral do século XI e o palácio do bispo, o grupo seguirá para Topolcanky, onde visita o castelo mais importante da Eslováquia. O ponto alto do dia será a degustação no Chateau Topolcianky. No fim do dia, a excursão cruza a fronteira e se desloca para e República Tcheca, em direção a Straznice. Para o dia seguinte está programada uma visita a um Museu ao ar livre, com a típica arquitetura popular. E para não desviar do objetivo da viagem, uma visita privativa às adegas em Plze, decoradas com ornamentos populares.

A parada seguinte será na cidade de Uherské Hradiste, centro da região Slovácko, conhecida pelo folclore. E antes de chegar a Brno, capital da Morávia, uma breve parada em Buchlov para conhecer uma das mais importantes fortalezas da região. No quinto dia, na cidade de Znojmo, famosa pelas plantações de pepinos, o grupo participará de um festival de Strum, cujo tópico é a degustação do vinho jovem, com menos álcool e com delicioso sabor adocicado. E para não perder o rumo, a próxima visita será a um mosteiro em Louka, onde vão conhecer o museu de vinicultura e degustação de vinhos. E para terminar o dia, um jantar no típico restaurante Rainha Elisabeth, regado com bom vinho da região.