[:pb]África do Sul, Angola e Moçambique: trinca de ouro nas exportações brasileiras[:en]South Africa, Angola and Mozambique: Gold crack in Brazilian exports[:es]Sudáfrica, Angola y Mozambique: el crack de Oro en las exportaciones brasileñas[:it]Sud Africa, Angola e Mozambico: Gold crepa in esportazioni brasiliane[:]

[:pb]

Africa

África do Sul, Angola e Moçambique são importantes mercados-alvo para as exportações das empresas brasileiras no continente africano e responsáveis por 16% da corrente de comércio entre Brasil e África, de acordo com dados da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. Angola é um mercado mais maduro e onde a presença brasileira está mais consolidada, com empresas de diversos setores, como serviços e economia criativa, máquinas e equipamentos e alimentos e bebidas.

            O Brasil já tem espaço consolidado na exportação de alimentos e bebidas, a exemplo de açúcar, carnes e café. Há ainda oportunidades para máquinas e equipamentos, para os setores automotivo e de aviação e para a indústria de alimentos e bebidas. Em termos de valores, a África do Sul também tem um peso importante nas exportações brasileiras para o continente. No país há grandes oportunidades para produtos de maior valor agregado e nos setores de energia e máquinas e equipamentos, principalmente para o setor automotivo.

            Já Moçambique é uma economia pequena, mas com expectativa de crescimento para os próximos anos, especialmente no setor agrícola. O país recebe cooperação da EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e faz parte do Programa Mais Alimentos Internacional, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, que oferece uma linha de crédito para o financiamento de exportações brasileiras de máquinas e equipamentos destinados à agricultura familiar e apoio a projetos de desenvolvimento rural nos países parceiros. 1 / 2 África do Sul, Angola e Moçambique são importantes mercados para as exportações brasileiras

            Em 2014, o Brasil exportou U$ 1.225 bilhão para a África do Sul e importou U$ 732 milhões, com um saldo comercial positivo no valor de U$ 493 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram carnes de aves, açúcar, tratores e outros veículos automotores, peças automotivas, geradores e transformadores elétricos. Já as exportações para Angola totalizaram U$ 1.261 bilhões em 2014, e as importações U$ 1.109 bilhão, resultando em um saldo comercial positivo para o Brasil no valor de U$ 152 milhões.

            Os principais produtos exportados para o país foram açúcar, carnes bovina, de aves e suínos, farinha de milho, calçados e móveis. Moçambique comprou U$ 63.861 milhões do Brasil Em 2014, e vendeu U$ 10.207 milhões, com um saldo comercial positivo no valor de US 53.654 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram carnes de aves, geradores e transformadores elétricos, trens e materiais para vias férreas, tratores, calçados, móveis, máquinas e equipamentos para mineração, construção e agricultura entre outros. Fonte: informações da APEX

[:en]

            África do Sul, Angola e Moçambique são importantes mercados-alvo para as exportações das empresas brasileiras no continente africano e responsáveis por 16% da corrente de comércio entre Brasil e África, de acordo com dados da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. Angola é um mercado mais maduro e onde a presença brasileira está mais consolidada, com empresas de diversos setores, como serviços e economia criativa, máquinas e equipamentos e alimentos e bebidas.

            O Brasil já tem espaço consolidado na exportação de alimentos e bebidas, a exemplo de açúcar, carnes e café. Há ainda oportunidades para máquinas e equipamentos, para os setores automotivo e de aviação e para a indústria de alimentos e bebidas. Em termos de valores, a África do Sul também tem um peso importante nas exportações brasileiras para o continente. No país há grandes oportunidades para produtos de maior valor agregado e nos setores de energia e máquinas e equipamentos, principalmente para o setor automotivo.

            Já Moçambique é uma economia pequena, mas com expectativa de crescimento para os próximos anos, especialmente no setor agrícola. O país recebe cooperação da EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e faz parte do Programa Mais Alimentos Internacional, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, que oferece uma linha de crédito para o financiamento de exportações brasileiras de máquinas e equipamentos destinados à agricultura familiar e apoio a projetos de desenvolvimento rural nos países parceiros. 1 / 2 África do Sul, Angola e Moçambique são importantes mercados para as exportações brasileiras

            Em 2014, o Brasil exportou U$ 1.225 bilhão para a África do Sul e importou U$ 732 milhões, com um saldo comercial positivo no valor de U$ 493 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram carnes de aves, açúcar, tratores e outros veículos automotores, peças automotivas, geradores e transformadores elétricos. Já as exportações para Angola totalizaram U$ 1.261 bilhões em 2014, e as importações U$ 1.109 bilhão, resultando em um saldo comercial positivo para o Brasil no valor de U$ 152 milhões.

            Os principais produtos exportados para o país foram açúcar, carnes bovina, de aves e suínos, farinha de milho, calçados e móveis. Moçambique comprou U$ 63.861 milhões do Brasil Em 2014, e vendeu U$ 10.207 milhões, com um saldo comercial positivo no valor de US 53.654 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram carnes de aves, geradores e transformadores elétricos, trens e materiais para vias férreas, tratores, calçados, móveis, máquinas e equipamentos para mineração, construção e agricultura entre outros. Fonte: informações da APEX

[:es]

            África do Sul, Angola e Moçambique são importantes mercados-alvo para as exportações das empresas brasileiras no continente africano e responsáveis por 16% da corrente de comércio entre Brasil e África, de acordo com dados da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. Angola é um mercado mais maduro e onde a presença brasileira está mais consolidada, com empresas de diversos setores, como serviços e economia criativa, máquinas e equipamentos e alimentos e bebidas.

            O Brasil já tem espaço consolidado na exportação de alimentos e bebidas, a exemplo de açúcar, carnes e café. Há ainda oportunidades para máquinas e equipamentos, para os setores automotivo e de aviação e para a indústria de alimentos e bebidas. Em termos de valores, a África do Sul também tem um peso importante nas exportações brasileiras para o continente. No país há grandes oportunidades para produtos de maior valor agregado e nos setores de energia e máquinas e equipamentos, principalmente para o setor automotivo.

            Já Moçambique é uma economia pequena, mas com expectativa de crescimento para os próximos anos, especialmente no setor agrícola. O país recebe cooperação da EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e faz parte do Programa Mais Alimentos Internacional, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, que oferece uma linha de crédito para o financiamento de exportações brasileiras de máquinas e equipamentos destinados à agricultura familiar e apoio a projetos de desenvolvimento rural nos países parceiros. 1 / 2 África do Sul, Angola e Moçambique são importantes mercados para as exportações brasileiras

            Em 2014, o Brasil exportou U$ 1.225 bilhão para a África do Sul e importou U$ 732 milhões, com um saldo comercial positivo no valor de U$ 493 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram carnes de aves, açúcar, tratores e outros veículos automotores, peças automotivas, geradores e transformadores elétricos. Já as exportações para Angola totalizaram U$ 1.261 bilhões em 2014, e as importações U$ 1.109 bilhão, resultando em um saldo comercial positivo para o Brasil no valor de U$ 152 milhões.

            Os principais produtos exportados para o país foram açúcar, carnes bovina, de aves e suínos, farinha de milho, calçados e móveis. Moçambique comprou U$ 63.861 milhões do Brasil Em 2014, e vendeu U$ 10.207 milhões, com um saldo comercial positivo no valor de US 53.654 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram carnes de aves, geradores e transformadores elétricos, trens e materiais para vias férreas, tratores, calçados, móveis, máquinas e equipamentos para mineração, construção e agricultura entre outros. Fonte: informações da APEX

[:it]

            África do Sul, Angola e Moçambique são importantes mercados-alvo para as exportações das empresas brasileiras no continente africano e responsáveis por 16% da corrente de comércio entre Brasil e África, de acordo com dados da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. Angola é um mercado mais maduro e onde a presença brasileira está mais consolidada, com empresas de diversos setores, como serviços e economia criativa, máquinas e equipamentos e alimentos e bebidas.

            O Brasil já tem espaço consolidado na exportação de alimentos e bebidas, a exemplo de açúcar, carnes e café. Há ainda oportunidades para máquinas e equipamentos, para os setores automotivo e de aviação e para a indústria de alimentos e bebidas. Em termos de valores, a África do Sul também tem um peso importante nas exportações brasileiras para o continente. No país há grandes oportunidades para produtos de maior valor agregado e nos setores de energia e máquinas e equipamentos, principalmente para o setor automotivo.

            Já Moçambique é uma economia pequena, mas com expectativa de crescimento para os próximos anos, especialmente no setor agrícola. O país recebe cooperação da EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e faz parte do Programa Mais Alimentos Internacional, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, que oferece uma linha de crédito para o financiamento de exportações brasileiras de máquinas e equipamentos destinados à agricultura familiar e apoio a projetos de desenvolvimento rural nos países parceiros. 1 / 2 África do Sul, Angola e Moçambique são importantes mercados para as exportações brasileiras

            Em 2014, o Brasil exportou U$ 1.225 bilhão para a África do Sul e importou U$ 732 milhões, com um saldo comercial positivo no valor de U$ 493 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram carnes de aves, açúcar, tratores e outros veículos automotores, peças automotivas, geradores e transformadores elétricos. Já as exportações para Angola totalizaram U$ 1.261 bilhões em 2014, e as importações U$ 1.109 bilhão, resultando em um saldo comercial positivo para o Brasil no valor de U$ 152 milhões.

            Os principais produtos exportados para o país foram açúcar, carnes bovina, de aves e suínos, farinha de milho, calçados e móveis. Moçambique comprou U$ 63.861 milhões do Brasil Em 2014, e vendeu U$ 10.207 milhões, com um saldo comercial positivo no valor de US 53.654 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram carnes de aves, geradores e transformadores elétricos, trens e materiais para vias férreas, tratores, calçados, móveis, máquinas e equipamentos para mineração, construção e agricultura entre outros. Fonte: informações da APEX

[:]