Americanos votam para abolir escravatura e liberar maconha

Fixação dos ‘Dez Mandamentos’ em prédios públicos, direito dos votos a ex-presos, proteção à comunidade LGBT e construção de estádio de futebol também foram para consulta popular

Notícias ao Minuto Brasil

As eleições nos Estados Unidos definiram, nessa terça-feira (6), os representantes da Câmara dos Deputados, do Senado e governadores de alguns Estados. Além disso, diversas consultas populares também foram realizadas. Entre elas, a inclusão dos “Dez Mandamentos” em prédios públicos no Alabama, a proibição da escravatura de prisioneiros no Colorado e o uso de maconha em dois estados.

Os “Dez Mandamentos”, (nome dado ao conjunto de leis divinas que, segundo a Bíblia, foram escritos diretamente por Deus e entregues ao profeta Moisés) podem ser exibidos em edifícios públicos no estado do Alabama, possibilitando que as escolas e outras instalações do Estado afixem esse elemento religioso.

Na consulta popular realizada nessa terça, 72% dos habitantes apoiaram essa opção, enquanto 28% opuseram-se à mudança.

Na Flórida, os eleitores aprovaram duas medidas: uma emenda constitucional que automaticamente devolve o direito de voto a ex-presos e outra que permitirá continuar a construção de um estádio de futebol para a equipe do ex-jogador britânico David Beckham.

A União Americana dos Direitos Civis (ACLU, na sigla em inglês) já manifestou a sua satisfação pela aprovação da emenda, que devolve o direito de sufrágio aos ex-condenados.

“Esta vitória é o culminar de décadas de trabalho árduo… Celebramos uma das maiores expansões no sufrágio na história do nosso país com os 1,4 milhão (…), que finalmente terão uma segunda chance e uma voz na nossa democracia “, disse o diretor da ACLU na Flórida, Howard Simon. Já no Colorado, um passo histórico foi dado em relação aos direitos sociais.

Os eleitores do território aprovaram uma emenda que proíbe a escravatura, inscrita na Constituição estadual, 142 anos após ter sido incorporada como punição aos criminosos na Carta Magna e 153 anos depois da escravatura ter sido abolida no país.

De acordo com uma projeção do governo do Colorado, mais de 64% dos votos foram a favor da Emenda A, que elimina a escravatura e a servidão forçada como opções de condenação para pessoas condenadas por certos crimes.

A abolição do trabalho forçado imposta aos prisi

oneiros foi, precisamente, uma das exigências de uma greve nacional de detidos que aconteceu no mês de setembro.

Já em Massachusetts, os eleitores apoiaram a legislação estadual que reconhece a proteção dos direitos da comunidade LGBT face à possível discriminação no território.

Também foram tomadas decisões sobre a regulamentação da maconha. No Missouri, o seu uso medicinal foi aprovado, enquanto em Michigan os eleitores deram luz verde à sua utilização para fins recreativos.

Enquanto isso, na Louisiana, foi aprovada uma emenda que exigirá que os julgamentos do júri exijam a unanimidade para se chegar a um veredicto, algo que não acontecia até agora e que era visto como uma maneira de silenciar as minorias.