Celebration in a goodbye mood

USA9

American independence is commemorated at a large party, during which ambassador Michael McKinley announced his return to Washigton

Raquel Pires

Photos: Eliane Loin

USA19Many Brazilians know that the United States National Date is celebrated on July 4. That’s because movies, series and a large part of pop culture reminds us of this defining day for Americans. Because of the  World Cup year, the American Embassy in Brasilia decided to anticipate the celebration for last Thursday (28), in an event that was attended by guests, members of the diplomatic corps of several countries and representatives of the Brazilian government , as the Minister of Justice, Torquato Jardim.

USA26The embassy’s headquarters was completely decorated in the colors of the American flag, relying on many typical country delights, such as traditional burgers and sweets. The American marines marched with the American and Brazilian flag, and the anthem of the two countries were touched during the ceremony.

USA

 

 

Ambassador Michael McKinley, accompanied by his wife, Fatima McKinley, greeted everyone present and was happy to celebrate the 242nd anniversary of the Declaration of Independence. The feast was the last official event of the diplomat in Brazil, who leaves for Washington in August to work alongside US Secretary of State Mike Pompeo.

McKinley is known as a crisis manager and has served four times as an ambassador, including in Afghanistan. He is a highly respected diplomat in his work and international sources indicate that he was with the entourage of the American President Donald Trump in the meeting with North Korean Kim Jong-U.

USA10The diplomat thanked the generosity, support and affection of the Brazilians and the representatives of the Itamaraty. He stressed the more than 200 years of cooperation between Brazil and the US and stressed that in the last 10 years, the agreements that were pending between the two countries, finally became true. “We are taking our relationship for a while, we have successfully completed issues that have been on the bilateral agenda for more than 10 years. Now, for example, we have the agreement “Of open skies” to avoid double taxation of our citizens, “said McKinley.

USA15In saying goodbye to those present, the ambassador said how pleasant it was to be in Brasilia, and that despite leaving, “the grateful memories of Brazil and its people will be in our hearts and minds.” He also became an admirer of Brazilian music, culture and food. “In Brasilia we were seduced by the art of Niemeyer, we vibrated with the music of Caetano Veloso, Milton Nascimento and Elza Soares. And we love Brazilian food, like cheese bread, acarajé, moqueca and the famous caipirinhas “. The night was closed with a big fireworks show, just as it is in the United States at the July 4 celebrations.

USA4Following the fireworks, the band Brazil 5/4 made a pocket show.

A second party, exclusive for US citizens, is confirmed for the afternoon of 1/7, also at the embassy. Among the attractions of the day, food trucks, games, desserts and candy contest, parade of bikes and more fireworks.

History – The American colonies were dominated by England and began to be founded in 1607, spreading rapidly being formed 13 colonies at the end. During the seventeenth century, England engaged in several wars and acquired many debts, and to reestablish finances, began to impose a series of tributes to the 13 colonies.

Many settlers refused to pay and this turned out to be a great revolt against the English. This was the beginning of the convocation of the first American Congress, and three years later, on July 4, 1776, the Declaration of Independence of the United States of America was signed.

Edição: Liz Lôbo

USA8USA7USA1 USA2 USA3USA6USA5USA17USA20USA24USA25USA22USA21USA23USA29USA30USA28USA27

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comemoração em clima de despedida

Independência americana é celebrada em grande festa, durante a qual o embaixador Michael McKinley anunciou sua volta para Washigton

Muitos brasileiros sabem que a Data Nacional dos Estados Unidos é celebrada em 04 de julho. Isso porque filmes, séries e grande parte da cultura pop relembra esse dia marcante para os estadunidenses. Como é ano de Copa do Mundo, a Embaixada Americana decidiu antecipar a celebração para 28 de junho, na sede diplomática, que contou com a presença de cerca de 800 convidados,  entre integrantes do corpo diplomático de diversos países e representantes do governo brasileiro, como o Ministro da Justiça, Torquato Jardim.

A embaixada estava completamente enfeitada nas cores da bandeira americana, contando com muitas delícias típicas do país, como os tradicionais hambúrgueres e doces. Os fuzileiros navais americanos marcharam com a bandeira americana e brasileira, e o hino dos dois países foram tocados durante a cerimônia.

O embaixador Michael McKinley acompanhado da sua esposa, Fátima McKinley, saudou todos os presentes e se mostrou feliz por celebrar os 242 anos da Declaração da Independência dos Estados Unidos. A festividade foi o último evento oficial do diplomata no Brasil, que vai embora para a Washington em agosto para trabalhar juntamente com o Secretário de Estado Americano, Mike Pompeo.

McKinley é conhecido como gerenciador de crises , já esteve em quatro postos como embaixador, inclusive no Afeganistão. É um diplomata super respeitado em seu trabalho e fontes internacionais indicam que ele esteve junto á comitiva do Presidente americano Donald Trump no encontro com o Norte Coreano kim  Jong- U.

O diplomata agradeceu a generosidade, apoio e carinho dos brasileirose dos representantes do Itamaraty. Ele frisou os mais de 200 anos de cooperação entre Brasil e EUA e ressaltou que nos últimos 10 anos, os acordos que estavam pendentes entre os dois países, finalmente saíram do papel. “Estamos levando nossa relação para outros tempos, conseguimos concluir com sucesso questões que estavam na agenda bilateral há mais de 10 anos. Agora, por exemplo, temos o acordo “De céus abertos” para evitar a dupla taxação dos nossos cidadãos”, afirmou McKinley.

Ao se despedir dos presentes, o embaixador afirmou o quão prazeroso foi estar em Brasília, e que apesar de ir embora, “as gratas recordações do Brasil e de sua gente ficarão em nosso corações e mentes”. Ele também se colocou como um admirador da música, cultura e comida brasileira. “Em Brasília fomos seduzidos pela arte de Niemeyer, vibramos com a música de Caetano Veloso, Milton Nascimento e Elza Soares. E adoramos a comida brasileira, como pão de queijo, acarajé, moqueca e as famosas caipirinhas”. A noite foi fechada com um grande show de fogos de artificio, assim como ocorre nos Estados Unidos nas celebrações do 4 de julho.

Na sequência, a banda Brasil 5/4 fez um pocket show.

Uma segunda festa, exclusiva para cidadãos norte-americanos, está confirmada para a tarde do dia 1º/7, também na embaixada. Entre as atrações do dia, food trucks, jogos, concurso de sobremesas e doçuras, desfile de bikes e mais fogos de artifício.

História – As colônias americanas eram dominadas pela Inglaterra e começaram a ser fundadas em 1607, se espalhando rapidamente sendo formadas 13 colônias ao final. Durante o século XVII, a Inglaterra se envolveu em várias guerras e adquiriu muitas dívidas,e para reestabelecer as finanças, começou a impor uma série de tributos às 13 colônias.

Muitos colonos se recusaram a pagar e isso acabou se tornando uma grande revolta contra os ingleses, sendo esse o começo da luta que culminou na convocação do primeiro Congresso Americano. Três anos depois, em 4 de julho de 1776, foi assinada a Declaração da Ïndependência dos Estados Unidos da América.