Concerto de jazz abrilhanta noite austríaca

 “Duo Espontaneamente – Jazz e New Australian Sound of Music” e o coral Totus Tuus ditam o ritmo da festa da data nacional da Áustria

Raquel Pires

Fotos: Eliane Loin

A comemoração da independência foi com um belíssimo concerto musical, na Casa Thomas Jefferson da Asa Sul,  no último dia 26 de outubro. A data marca quando o Conselho Nacional da Áustria aprovou a nova Constituição em Viena, na qual o país assumia neutralidade na comunidade internacional. A festividade contou com a apresentação do duo austríaco Markus Fellner e Bernhard Kaimbacher e do coral Totus Tuus, que embalaram a noite festiva.

AustriaA embaixadora da Áustria Irene Giner-Reichl agradeceu a presença de todos e em seu rápido discurso na abertura do evento, enalteceu o Duo Espontaneamente e o corale comentou que o país assumiu a presidência do Conselho da União Europeia em 2018. “A Áustria assumiu o Conselho em 1º de julho deste ano, e já é a terceira vez que presidimos o órgão. A primeira vez foi em 1998, e a segunda em 2006. A presidência do Conselho da União Europeia significa tarefas e obrigações para a Áustria a serviço da UE, e isso é extremamente importante”.

No concerto, o coral Totus Tuus entoou os hinos da Áustria, Brasil e União Europeia, além da peça Ave Verum Corpus de Mozart. Já o Duo Espontaneamente apresentou o chamado “Novo Som da Áustria”. Após as apresentações musicais foram servidas tortas e doces típicos do país.

     IMG_1761_Easy-Resize.com     IMG_1767_Easy-Resize.com

Dupla musical – A dupla Markus Fellner e Bernhard Kaimbacher são músicos gabaritados que abrilhantaram a noite austríaca na Casa Thomas Jefferson. Fellner é clarinetista graduado no conservatório de Caríntia e com mestrado em clarineta no conservatório de Viena. Atualmente, Markus, que já tocou em vários países, leciona na Escola de Música de Lienz Talboden.

Já Bernhard Kaimbacher é pianista, iniciou seus estudos musicais na escola de música de St. Andrä, Lavanttal, Áustria. Posteriormente, deu continuidade ao estudo do jazzpiano com o mestre Roman Wohovsky. Bernhard aperfeiçoou sua técnica jazzística ao piano participando de inúmeros workshops de jazz e mantem uma intensa agenda de apresentações e colaborações.

Em 2005, Bernhard e Markus fundaram a banda Jazz Live e atualmente tem como dos seus projetos a banda Saxoano, saxofone e piano, e os estudos musicais avançados.

     IMG_1831_Easy-Resize.com     IMG_1870_Easy-Resize.com

História – A neutralidade da Áustria na comunidade internacional era um elemento importante do acordo de soberania, assinado meses antes para a retirada dos Aliados, que ocuparam a Áustria e a Alemanha depois da Segunda Guerra Mundial.

Dez anos depois do final da guerra, o país ansiava ser livre e independente. O que contribuiu para isso foi a morte de Josef Stalin, em 1953. Mas seu sucessor, Nikita Khruchtchev, tinha resistência em assinar o tratado que traria a liberdade da Áustria.

Passando pelas adversidades e com negociações, o Tratado de Estado finalmente foi assinado em 15 de maio de 1955. Nele, os Aliados (França, Reino Unido, União Soviética e Estados Unidos) comprometeram-se a retirar todas as tropas do território austríaco, devolver os bens confiscados e devolver à Áustria a sua independência e soberania.

No dia 26 de outubro de 1955, o Conselho Nacional aprovou em Viena a Constituição da Áustria, selando o compromisso de neutralidade do país, que mais tarde ingressaria na ONU e na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).

     IMG_1742_Easy-Resize.com      IMG_1764_Easy-Resize.com

     IMG_1879_Easy-Resize.com      IMG_1880_Easy-Resize.com

     IMG_1884_Easy-Resize.com     IMG_1887_Easy-Resize.com

     IMG_1896_Easy-Resize.com     IMG_1899_Easy-Resize.com