Diplomatas árabes visitam o Maranhão em missão do Conselho dos Embaixadores

 Ana Cristina Dib

Os embaixadores da Palestina, Ibrahim Alzeben, e do Líbano, Joseph Sayah, respectivamente decano e vice-decano do Conselho dos Embaixadores Árabes no Brasil, fizeram nesta segunda-feira (10) uma visita a São Luís, no Maranhão, com o objetivo de organizar uma missão oficial do Conselho ao estado no futuro próximo. Eles foram acompanhados do vice-presidente de Relações Internacionais da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, embaixador Osmar Chohfi.

Na capital maranhense, os diplomatas foram recebidos pelo vice-governador Carlos Brandão e por secretários estaduais (foto acima), que apresentaram um panorama do estado e falaram sobre as perspectivas e o potencial de sua economia. Os embaixadores destacaram que há interesse em discutir o fortalecimento da cooperação entre o Maranhão e os países árabes numa eventual visita do conselho, principalmente nas áreas de comércio, investimentos e cultura.

“Eu coloquei a Câmara Árabe à disposição para desenvolver o potencial de intercâmbio entre o estado e os países árabes, visto que nós já temos um memorando de entendimentos com o Porto [maranhense] do Itaqui, que é um porto de grande importância”, disse Chohfi. A Câmara assinou o documento de cooperação com a autoridade portuária de Itaqui no Fórum Econômico Brasil-Países Árabes, que a entidade promoveu em São Paulo no início de abril.

Com suas ligações ferroviárias e rodoviárias, o porto tem condições de atender nove estados e, nesse sentido, projetos de logística e infraestrutura são considerados prioritários para o desenvolvimento econômico do Maranhão.

No ano passado, as exportações do estado ao mundo árabe somaram US$ 148 milhões, um crescimento de 325% sobre 2016, ao passo que as importações totalizaram US$ 99 milhões, um recuo de 44% na mesma comparação, segundo dados da Câmara Árabe. O Porto do Itaqui é porta de entrada para combustíveis e fertilizantes, produtos fornecidos por nações árabes, e de saída para commodities agrícolas e minerais, itens exportados pelo Brasil.

Turismo

Alzeben e Sayah foram recebidos também pelo vice-prefeito de São Luís, Júlio Pinheiro, e secretários municipais. Eles discutiram, entre outros temas, a possibilidade de cooperação nas áreas de turismo e cultura. A capital maranhense é uma cidade histórica e um importante polo turístico brasileiro, e vários dos países árabes têm igualmente forte vocação turística.

Os diplomatas visitaram ainda a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), onde assistiram apresentações sobre projetos de desenvolvimento do estado. A missão do conselho ainda não foi oficialmente marcada, mas o mês de novembro foi apontado como data indicativa.