Dubai se prepara para expandir presença no Brasil em 2019

Comex do Brasil

Ana Flávia Félix graduou-se em Administração pela Universidade de Brasília e trabalha há 5 anos com promoção comercial e atração de investimentos. Atualmente, é gerente de desenvolvimento de exportações da Dubai Exports no Brasil.

Expandir sua presença em mercados-alvo tem sido uma importante estratégia para Dubai no esforço de empoderar e diversificar seu crescimento econômico. Nos últimos cinquenta anos, Dubai deixou de ser um pequeno vilarejo de pescadores para se transformar em uma economia integrada, moderna e vibrante. O processo de desenvolvimento veio com o início da exploração de petróleo, mas, diferentemente da maioria dos demais exportadores de petróleo, Dubai conseguiu diversificar sua economia, investindo em uma moderna estrutura de serviços financeiros, turismo e comércio. Com isso, o emirado se tornou um modelo de desenvolvimento econômico não só para os outros seis emirados que formam os EAU, mas também para outras nações do Oriente Médio.

O setor industrial de Dubai exerce um papel determinante nesse processo de diversificação. Um dos fatores que favoreceu o desenvolvimento industrial do emirado foi o estabelecimento das free zones, que são áreas nas quais as empresas contam com uma série de benefícios financeiros e incentivos, como isenção de impostos de renda de pessoa física e jurídica por um determinado período de tempo, isenção de tarifas e taxas de importação e re-exportação, entre muitos outros.

Além disso, as free zones operam em um modelo de cluster, agrupando indústrias similares ou complementares, criando várias outras vantagens naturais. A maioria das free zones estão estrategicamente localizadas próximo à infraestrutura alfandegária e de transporte.

Lançado pelo governo em 2016, o plano de desenvolvimento Dubai Industrial Strategy 2030 identificou 75 iniciativas e seis segmentos prioritários de alto valor: aeroespacial, marítimo, alumínio e metais fabricados, farmacêutico e equipamentos médicos, alimentos e bebidas, e máquinas e equipamentos. O plano estratégico tem como objetivo transformar os Emirados Árabes em uma plataforma global para indústrias inovadoras e um destino preferencial para empresas internacionais em busca de um ambiente favorável e integrado para crescer de maneira sustentável.

Para alcançar esse objetivo, Dubai conta com uma agência de promoção de exportações e atração de investimentos, a Dubai Exports, que desenvolve projetos e iniciativas para promover o comércio entre Dubai e o resto do mundo. A agência conta com uma filial em São Paulo, cujo trabalho envolve a elaboração de estudos de mercado, realização de missões comerciais, participação em feiras setoriais, entre muitas outras iniciativas que visam facilitar as negociações entre produtores sediados no emirado e empresas de outros países, além de fornecer todo o suporte necessário para empresas brasileiras interessadas em se instalar no emirado e aproveitar todas as vantagens oferecidas pelas free zones.

O ano de 2019 reserva muitos desafios para o Brasil, mas também muitas oportunidades. A Dubai Exports manterá sua tradição de estar consistentemente presente nas feiras setoriais mais importantes do Brasil, bem como seguir prospectando novos mercados regionais. Também lançará projetos novos e inovadores para aproveitar a recuperação e crescimento econômico do Brasil, além de promover a excelência de Dubai não só como fornecedor de produtos únicos, mas também como um hub de re-exportação estrategicamente localizado.