Artesanato de Belarus ganha exposição permanente

O embaixador Aleksandr Tserkovsky
O embaixador Aleksandr Tserkovsky

Embaixador abre mostra e apresenta o turismo do país, convidando os brasileiros a conheceram mais sobre a cultura bielorussa

Raquel Pires

Localizado na Europa Oriental, Belarus é um país pequeno em extensão territorial, mas grande quando se fala de cultura e locais para se visitar. Tendo duas línguas oficiais – o bielorusso e o russo – o país deu um grande salto econômico nos últimos anos e vem fortalecendo sua parceria com os países na última década.

IMG_4722_Easy-Resize.comCom o Brasil, a parceria já vem desde 1992, com Belarus abrindo em 2001, o Consulado Geral no Rio de Janeiro e, em 2010, embaixada em Brasília. Para aproximar os brasileiros da cultura de Belarus, a embaixada montou uma exposição permanente do artesanato de Belarus na sede diplomática, localizada na QI 07 do Lago Sul, que teve sua cerimônia de abertura na terça-feira (26). Durante o evento, uma apresentação foi realizada, mostrando aos presentes o potencial turístico do país e a arte representada pelas Bonecas Totens de Belarus.

Ao receber os convidados, o embaixador Aleksandr Tserkovsky declarou que promover eventos como a exposição são essenciais para fortalecer as relações entre os países, sendo a cultura uma das chaves mais viáveis para tal feito. “Tais eventos não só são importantes para o desenvolvimento das relações culturais entre os nossos países, mas também é um elemento essencial para a cooperação bilateral. Isso porque a cultura permite entender melhor uns aos outros e é fácil encontrar pontos de interesse mútuos”.

Tserkovsky também salientou que as exposições também são uma forma de preservar a riqueza espiritual e as tradições dos antepassados de Belarus. “Até hoje elas não perderam seu significado na vida nacional e conseguiram manter nossa herança”, ressaltou.

A embaixatriz Tatyana Tserkovskaya e o embaixador Aleksandr Tserkovsky
A embaixatriz Tatyana Tserkovskaya e o embaixador Aleksandr Tserkovsky

A embaixatriz Tatyana Tserkovskaya também reafirmou a importância da exposição, que mostra as raízes belarussas através da cultura. “Hoje nós estamos abrindo nossa exposição, que é uma janela para Belarus. Somos um distante país amigo e é interessante vocês saberem mais sobre nós Com a exposição, Belarus ficará mais próxima de vocês e a amizade [com o Brasil] cada vez mais forte”.

Belarus 090BONECAS –  O artesanato de Belarus está exposto na embaixada do país e aberto ao público. As Bonecas Totens de Belarus estão por toda a exposição e eram muito populares, e hoje fazem parte da cultura do país. Em cada casa belarussa havia bonecas como essas. Elas eram consideradas membros da família e usadas como amuletos pelos seus integrantes.

Belarus 089As bonecas eram feitas por mulheres, sendo de um tipo especial, pois em sua confecção eram proibidos usar agulhas ou alfinetes e não haviam nem um nó nelas. As bonecas não possuem rostos desenhados para não estarem associadas a pessoas reais. As bonecas possuíam um significado sagrado, em que agiam como uma ligação entre gerações de parentes.

Alguns exemplos de bonecas são a Zhadánnitsa (a que realiza os desejos), que ajudava a realizar os sonhos. As garotas costumavam costurar um laço, fita ou botão na roupa dizendo: “olha como você está linda, a troco disso cumpra o meu desejo”. Outra é a boneca Podorózhnitsa (companheira de viagem), que era um amuleto para ser levado as viagens. Acreditava-se que essa boneca protegeria os viajantes ao longo do caminho e ajudaria a regressar para casa.

A embaixatriz Tatyana Tserkovskaya
A embaixatriz Tatyana Tserkovskaya

POTENCIAL TURISTICO – Belarus é um país sem saída para o mar, localizado na Europa do Leste, que faz fronteira com a Rússia a nordeste, com a Ucrânia ao sul, com a Polônia a oeste, e com a Lituânia e Letônia a noroeste. Sua localização facilita o turismo, pois é um país de fácil acesso e um ponto de transito entre leste e oeste. Durante a apresentação sobre o turismo de Belarus na abertura da exposição, foram destacadas as múltiplas opções de transporte. Segundo a embaixada, existem diversas conexões aéreas com as principais cidades europeias e diversas companhias aéreas realizam voos saindo do Brasil.

Vista da cidade de MInsk
Vista da cidade de MInsk

Belarus também possui uma extensa malha ferroviária, na qual é possível fazer viagens de trem entre Berlim, Minsk (capital de Belarus), Moscou, São Petersburgo, Varsóvia, Kiev entre outras. Vale lembrar que brasileiros não precisam de visto para entrar no país. Como passou por várias guerras, Belarus teve seu espaço urbanístico modificado conforme os conflitos que passaram pelo país. Após a segunda guerra Mundial e seguindo as ideias do filosofo renascentista Tommaso Campanella, as ruas de Belarus foram modificadas para que proporcionassem felicidade aos seus habitantes. Várias cidades, além da capital Minsk foram traçadas dessa forma.

Minsk2A Arquitetura é uma das belezas a parte do país. O estilo arquitetônico de Belarus é variado e a capital Minsk é famosa por ser um dos melhores exemplos do construtivismo, a chamada “arte útil”, e a serviço do povo. Algumas das obras notórios são o Portão de Minsk, onde fica localizado o maior relógio de Belarus. As igrejas são outro ponto arquitetônico que faz sucesso ne Belarus. As igrejas de São Pedro, São Paulo, São Simão e Santa Helena estão localizadas em Minsk e chamam a atenção pela beleza e grandiosidade.

Ecologicamente, Belarus também ser considerada os pulmões da Europa. Aproximadamente 40% do seu território é coberto por florestas. O país possui quatro parques nacionais e uma reserva da biosfera. Um exemplo é o parque nacional Bielovejskaya Pustcha, uma das poucas florestas virgens da Europa. A área total do parque, 150 mil hectares, abrange uma fauna de 12 mil espécies e é considerada um patrimônio mundial pela UNESCO.IMG_4702_Easy-Resize.com

Inclusive, a ecologia é aliada ao turismo, tendo em vista que, segundo na embaixada, o país possui um turismo rural bem desenvolvido, com muitos sítios e fazendeiros especializados em receber turistas, sendo possível degustar pratos típicos feitos pelos donos. E além do turismo rural, Belarus possui uma cultura rica em tradições, repletas de festas populares, como o Kupalie. A festa é celebrada na noite de 6 para 7 de julho e celebra a união entre ser humano e natureza.

E não são só festas culturais que Belarus realiza. Em junho de 2019 será a 2º edição dos Jogos Europeus, um evento multiesportivo realizado entre atletas europeus, que o país irá receber. Nele, 50 países participarão, com 4000 atletas e entre 15 modalidades esportivas.

A embaixatriz Tatyana Tserkovskaya e o consul honorário da Belarus, Milton Atanásio
A embaixatriz Tatyana Tserkovskaya e o consul honorário da Belarus, Milton Atanásio

Para visitar a exposição, é necessário contatar a embaixada e marcar um horário. Acesse o site da embaixada clicando aqui para entrar em contato com a representação diplomática e saiba mais.

Belarus 009Belarus 022Belarus 026IMG_4720_Easy-Resize.comBelarus 058

A vice-diretora da revista Embassy Brasilia, Elna Souza e a diretora Liz Lôbo
A vice-diretora da revista Embassy Brasilia, Elna Souza e a diretora Liz Lôbo

 

IMG_4722_Easy-Resize.com
Belarus 075Belarus 045IMG_4702_Easy-Resize.comBelarus 088Belarus 081Belarus 086Belarus 085Belarus 084Belarus 087Belarus 064Belarus 070