Embaixada italiana lança o Vini d’Italia

Com o objetivo de promover a excelência dos vinhos italianos, o embaixador Antonio Bernardini realizou, em Brasília, o Primeiro Salão de Vinho Italiano.

A degustação exclusiva na sede diplomática, no dia 23 de março, contou com a participação de 13 importadoras e representantes do mercado de vinhos que disponibilizaram para os convidados os diversos estilos da bebida produzida no país, visando à promoção e ampliação do consumo de vinhos e espumantes italianos no mercado brasileiro.

© Paulo Victor LagoForam apresentados ao público cerca 90 rótulos das principais regiões italianas como: Piemonte, Vêneto, Puglia, Toscana, Úmbria, Sicilia, Campanha, Trentino-Alto Adige, dentre outras.   Na chegada, o convidado recebia uma taça, utilizada para a degustação, junto com um caderno, onde poderia fazer anotações sobre seus rótulos preferidos. O chef da embaixada italiana, Valerio Centonze, organizou um bufê central de frios e queijos. Ilhas no jardim do local foram montadas para receber massas com molhos variados.

Su Maestri e o embaixador Antônio Bernardini, organizadores do Vini d`Italia
Su Maestri e o embaixador Antônio Bernardini, organizadores do Vini d`Italia

“O Vini d’Italia tem como premissa o fortalecimento das relações bilaterais entre Brasil e Itália. Neste âmbito, pode-se destacar a importância do crescente mercado brasileiro para a importação do vinho italiano, situação confirmada por dados de diversas instituições”, disse o embaixador Bernardini.

Segundo o Ministério de Desenvolvimento e Industria e ComercioMDIC, a importação brasileira de vinhos e derivados de uva da Itália em 2017 foi equivalente a 33,6 milhões de dólares, um aumento de 51,87% com relação ao ano de 2016, significando um aumento de 49.5 milhões de hectolitros da produção global de vinhos, de acordo com  a Organização Mundial do Vinho (OIV).

DSCN7825Também a nível global, 2017 foi um ano excepcional para o vinho italiano, que viu suas exportações aumentarem em 7%.As expectativas são de que nos próximos três anos as vendas italianas no exterior serão impulsionadas principalmente por mercados terceiros (fora da União Europeia). A expansão cada vez maior da excelência vitivinícola italiana no Brasil deve-se também às feiras e salões de degustação do setor que trazem diretamente para o público-alvo produtos de alta qualidade, tornando-se elemento chave para a promoção e comercialização do vinho italiano em terras brasileiras.

a embaixatriz Ornella Bernadini e o embaixador Antônio Bernardini
A embaixatriz Ornella Bernadini e o embaixador Antônio Bernardini
Embaixadores e embaixatrizes prestigiaram o evento
Embaixadores e embaixatrizes prestigiaram o evento
A organizadora da Vini dÍtalia , Janaína Miotto e Antônio Cendron
A organizadora da Vini dÍtalia , Janaína Miotto e Antônio Cendron
Ornella e Antônio Bernardini, Su Maestri e Alberto Piz
Ornella e Antônio Bernardini, Su Maestri e Alberto Piz

DSCN7855DSCN7831DSCN7858DSCN7856DSCN7850DSCN7840DSCN7829DSCN7827DSCN7847DSCN7869DSCN7873DSCN7882