Embaixada leva doações para creche na Estrutural

Liz Lôbo

Fotos: Eliane Loin

Coréia2A embaixatriz Jong Ran Park e servidores da sede diplomática da Coréia do Sul em Brasília fizeram, no dia 10 de abril, uma visita à Creche da Tia Tatá. A entidade foi indicada pelo Grupo de Ajuda Juliana Amaral para participar da ação social que a embaixada sul- coreana faz anualmente. Foram doados diversos tipos de alimentos para as 75 crianças de 01 a 08 anos atendidas no local. “Estou muito feliz por estar aqui com vocês e poder ajudar”, disse Park, que estará retornando ao país em maio.

CoréiaA embaixatriz e seus colaboradores serviram um lanche, distribuíram doces, balões, brincaram com os meninos e pintaram o rosto deles. As crianças também foram atendidas por um médico pediatra e um dentista voluntários que fizeram uma avaliação geral da saúde de cada uma delas.

Dr. Diego Malaquias, da Clínica Inov Odontologia Especializada, dentista voluntário
Dr. Diego Malaquias, da Clínica Inov Odontologia Especializada, dentista voluntário
Dr. Warren Aldemar Feng, do Consultório ALDE, médico voluntário
Dr. Warren Aldemar Feng, do Consultório ALDE, médico voluntário
A tia Tatá com uma das crianças assistidas na creche
A tia Tatá com uma das crianças assistidas na creche

Acreche beneficiada fica no final da Vila Estrutural, próximo ao antigo lixão. A responsável, Maria da Conceição Ferreira ou tia Tatá, há quatro anos mantém a entidade que funciona na própria casa dela. Ela conta com as doações voluntárias para prestar o atendimento às crianças, mas nenhuma colaboração fixa.

“Às vezes, quando a coisa aperta, saio distribuindo um panfleto que conta a minha história, pedindo ajuda para as pessoas”, afirma Tatá. Ela foi curada de um câncer e agora cumpre uma promessa a Deus de cuidas de crianças necessitadas. “Dou preferência a filhos de mães solteiras, prostitutas, pais desempregados”, relata.

Coréia1A creche possui quatro colaboradoras; uma professora, uma cozinheira e duas monitoras. As doações de alimentos, brinquedos, roupas e sapatos são sempre bem-vindas.

Creche

 

 

“Deus provê. Às vezes, nem durmo à noite pensando no que eu vou dar para essas crianças comerem no dia seguinte, como vou pagar as pessoas. Aí aparece alguém disposta a ajudar”, conta Tatá. Quem quiser fazer uma doação deve ligar para o telefone da Tia Tatá, 996483772 ou da Carol, 99967-9587.

Coréia29Coréia28

Coréia30Coréia32Coréia18Coréia15Coréia26Coréia24Coréia34Coréia16