Embaixador do Vietnã faz balanço de 2018

Durante evento, um apanhado geral sobre o Vietnã foi apresentado à imprensa, dando destaque aos dados econômicos e relação com o Brasil

Raquel Pires

Fotos: Eliane Loin

O embaixador do Vietnã Do Bah Koa, recebeu na noite de ontem (20), cerca de 30 jornalistas brasileiros para um jantar de confraternização na Embaixada do Vietnã. Durante o encontro, Do Bah Koa fez um balanço do ano de 2018 para o Vietnã, apresentando dados, estatísticas e explicando outros pontos importantes como, turismo, economia e relação com outros países, incluindo o Brasil. Após a apresentação das informações, os convidados se deliciaram com um jantar típico do país, com os sabores da culinária vietnamita.

O embaixador do Vietnã Do Bah Koa
O embaixador do Vietnã Do Bah Koa

Diversos pontos foram abordados durante a apresentação feita pelo embaixador, entretanto alguns pontos foram destaque da palestra, como os desafios enfrentados nas áreas de desenvolvimento socioeconômico, segurança política, economia e relações com o Brasil.

Dentre os maiores desafios para o Vietnã o embaixador listou os atrasos econômicos, em comparação com outros países da região e do mundo; os afastamentos dos membros do Partido Comunista do Vietnã e da administração pública do ideal do partido; o afastamento dos interesses do povo e dos objetivos na construção da sociedade socialista, além da corrupção e ameaças a independência, soberania e integridade territorial por parte de grandes potências.

Ao iniciar sua palestra, o embaixador Do Bah Koa falou sobre a segurança política do Vietnã e os esforços que vem sendo feitos para assegurá-la. Segundo o diplomata, o objetivo é a continuação da estabilidade política, lembrando que as instituições do Partido Comunista do Vietnã (PVC), da Assembleia Nacional e do governo continuam a operar de maneira eficaz e a melhorar a coordenação.df

Na palestra foi apresentado que a renovação abrangente e eficaz é promovida em todos os campos, criando confiança do povo na direção do Partido e do Governo e que a corrupção vem sendo combatida. “A luta contra a corrupção foi reforçada, com resultados claros, reforçando a confiança do povo com julgamento e prisão de altos funcionários, como ex-membros do escritório político do PCV, ministros e ex-ministros, vice-ministros, governadores provinciais e membros dos grupos de interesse na maquinaria estatal devido a atos de corrupção e abuso de poder ao desempenhar funções oficiais e violações de leis”, afirmou o embaixador.

       hgh e

DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO – O Vietnã continua alcançando resultados positivos quando se trata do desenvolvimento socioeconômico do país. Segundo Do Bah Koa, o crescimento do PIB foi de 6,7 a 6,8%, atingindo US$ 240 bilhões, o PIB per capita atingiu US$ 2.540, tendo um aumento de 6,3%, a receita orçamentária superou estimativas de 3-5% e a inflação ficou abaixo de 4%. A qualidade do crescimento foi melhorada, a produtividade do trabalho aumentou e a reestruturação econômica continuou.

No Vietnã, a agricultura, silvicultura e pesca respondem por 13,93% do PIB e a indústria e a construção representaram 33,49% e o setor de serviços foi responsável por 42,54%, comparado a 42,65% em 2017. “O crescimento da agricultura, da silvicultura e da pesca foi de 3,65%, contribuindo com 8,8% para a taxa geral de crescimento. O crescimento da indústria e construção foi de 8,89%, contribuindo com 48,7% para a taxa geral de crescimento. O setor de serviços aumentou 6,89%, contribuindo com 42,5% à taxa de crescimento do PIB”, detalhou o embaixador.

Durante a apresentação, foi visto que o setor de serviços do Vietnã cresceu 6,89% nos primeiros nove meses de 2018. Embora inferior à taxa de crescimento de 7,21% dos nove meses de 2017, foi superior ao mesmo período de 2012 a 2016. O diplomata também afirmou que o crescimento social aumentou em outras áreas e que a taxa de desemprego vem diminuindo. “Os bancos e seguros cresceram 7,85%, os serviços imobiliários aumentaram 5,89%, além do investimento estrangeiro direto que atingiu US$ 30,8 bilhões em 11 meses. Em 2018, 15 milhões de turistas estrangeiros visitaram o Vietnã, sendo mais de 70% da Ásia e a taxa de desemprego representa 2,2% da força de trabalho”.i

A cooperação e integração internacional também foi um ponto importante abordado na palestra. O Vietnã tem aprofundou o relacionamento com 29 parceiros estratégicos e abrangentes no mundo (18 parceiros estratégicos e 11 parceiros abrangentes) e com organizações internacionais e regionais.

Segundo o embaixador, uma das missões para o próximo ano é promover e preparar-se para assinar o acordo comercial Vietnã-União Europeia. Depois de assinar com a UE, o Vietnã terá o comércio livre com 59 países, representando 60% do PIB e do valor comercial mundial.

BRASIL E VIETNÃ – Do Bah Koa afirmou que o relacionamento bilateral com o Brasil se mantém excelente, com melhoria na diplomacia política e com crescimento contínuo do comércio bilateral, porém ainda existem espaços para alargar cooperação em outros setores. “Nos últimos anos, os dois países fizeram muitos esforços para consolidar o quadro jurídico para a cooperação, melhorar a eficácia dos mecanismos de cooperação, manter a consulta política e valorizar a tradição de apoio mútuo nas instâncias internacionais e o intercâmbio de delegações em todos os níveis”.

cvEm 2018, ocorreu a visita oficial do Ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes ao Vietnã e a do Vice Primeiro-Ministro vietnamita Vuong Dinh Hue ao Brasil em julho de 2018. Nesses encontros, acordos foram firmados nas áreas de transporte marítimo, aviação civil, agricultura, comércio, formação e investigação sobre assuntos internacionais e a preparação para assinatura do Acordo de Cooperação educacional e do Memorando de Cooperação na Defesa Nacional.

A cooperação comercial é um ponto brilhante nos dois países, para o diplomata vietnamita e em 2019 a cooperação entre Brasil e Vietnã só tem a melhorar. “Existem espaços de cooperação, especialmente em termos de comércio e investimento. Além do mercado vietnamita de 93 milhões de consumidores, o Vietnã é considerado como a porta de entrada muito preferida por empresas estrangeiras no acesso e conquista do vasto mercado da ASEAN, que tem 634 milhões de consumidores e que é agora a sexta maior economia do mundo”, salientou o embaixador.

A agricultura e os agronegócios são áreas importantes para os dois países e conforme foi dito pelo embaixador do Vietnã, a assinatura do Memorando de Cooperação na agricultura criará condições favoráveis para a cooperação em agronegócios, formação e transferência técnica e tecnológica na produção agrícola e pecuária, além de criar mais empregos e valores agregados em cada país.

O embaixador Do Bah Koa leu uma mensagem de felicitação mandada pelo presidente do Vietnã, Nguyen Phu Trong neste ano ao presidente eleito Jair Bolsonaro. “Estou firmemente convencido de que, sob a liderança de Vossa Excelência, o povo brasileiro continuará a conquistar novos ganhos importantes na construção de um Brasil cada vez mais desenvolvido e próspero, com a posição continuadamente mais elevada na região e no mundo”. O presidente do Vietnã também afirmou a determinação em trabalhar juntamente à Bolsonaro para consolidar e aprofundar ainda mais o relacionamento entre os dois países, convidando Bolsonaro a uma visita oficial ao Vietnã.