Emirados Árabes e Brasil formam grupo para discutir facilitação de investimentos

Comex do Brasil

O Brasil e os Emirados Árabes Unidos criaram um grupo de trabalho para discutir formas de incentivar os investimentos bilaterais, informou o Itamaraty à ANBA nesta terça-feira (19). A primeira reunião do colegiado ocorreu na semana passada, às vésperas da visita que o ministro dos Negócios Estrangeiros dos Emirados, Abdullah Bin Zayed Al-Nahyan, fez ao Brasil na sexta-feira (15).

Segundo o Itamaraty, o grupo conta com representantes da holding Mubadala, estatal de investimentos de Abu Dhabi, da embaixada dos Emirados em Brasília, dos ministérios brasileiros, da Ciência e Tecnologia, da Economia, da Infraestrutura, de Minas e Energia, o próprio Itamaraty e outros órgãos públicos nacionais.

A ideia é discutir temas como quadros regulatórios, desburocratização, tributação, entre outros. De acordo com o Itamaraty, uma segunda reunião deve ocorrer em breve.

Na visita do chanceler dos Emirados, os dois países assinaram um Acordo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI), e no ano passado já havia sido firmada uma convenção para evitar a dupla tributação de impostos de renda sobre os ganhos nos investimentos recíprocos. Os tratados têm como principal objetivo fomentar os investimentos bilaterais.

O Itamaraty informou também que na semana anterior houve uma reunião entre representantes do governo brasileiro e da embaixada dos Emirados com o objetivo de criar um grupo para discutir cooperação e investimentos em ciência e tecnologia, com foco em quatro áreas: capacitação em governo digital, startups, inteligência artificial e programas de novos talentos no setor de ciência e tecnologia.

O Itamaraty acrescentou que está prevista a realização de uma missão brasileira aos Emirados liderada pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, para dar continuidade à iniciativa.

Vale lembrar que Dubai, nos Emirados, é líder na atração de investimentos estrangeiros diretos nos segmentos de inteligência artificial e robótica, segundo levantamento divulgado pela organização da Annual Investment Meeting (AIM), conferência internacional sobre investimentos que será realizada de 08 a 10 de abril no emirado.

Além do ACFI, durante a visita do ministro Abdullah Bin Zayed a Brasília foram assinados um memorando de entendimento para cooperação em turismo, um acordo sobre assistência jurídica mútua em matéria penal e um tratado sobre extradição.

O chanceler dos Emirados teve reuniões com o presidente Jair Bolsonaro (foto) e com os ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Tereza Cristina (Agricultura).