Estratégias para a promoção do turismo são tema de encontro

Rede de Inteligência de Mercado no Turismo se reúne de 6 a 8 de março, em Brasília, para troca de informações e planejamento de suas ações

Transformar dados isolados em informações de qualidade capazes de ampliar a profissionalização do marketing turístico nos destinos brasileiros. Esse é o principal objetivo da Rede de Inteligência de Mercado no Turismo (RIMT) que realiza, a partir desta terça-feira (06), a quinta edição de seu encontro nacional. O evento reunirá, na capital, representantes do Ministério do Turismo, Embratur, Sebrae Nacional e Sebrae nas Unidades da Federação (UFS), além dos órgãos oficiais de turismo das UFs.

Prevista no Plano Estratégico de Marketing Turístico: Experiências do Brasil, a rede é um ambiente para análise e compartilhamento permanente de informações e conhecimentos entre representantes da iniciativa privada, do terceiro setor e do poder público. Pela troca de informações entre seus integrantes, o grupo pretende conseguir atender as expectativas e tendências dos mercados.

“A inteligência de mercado consiste em organizar dados que estão difusos e transformá-los em informação útil para os gestores públicos e privados, facilitando sua tomada de decisão. Esse trabalho é fundamental para dar mais direcionamento às ações de marketing turístico do Brasil e dos destinos. Neste encontro de decidiremos como será a ampliação da rede e as ações para 2018”, comenta Cristiano Borges, coordenador geral de produtos turísticos do Ministério do Turismo.

Durante os três dias de encontro, uma rica programação pretende estimular o debate entre os participantes. Os destaques ficam para o Workshop “Planejamento de Marketing de Destinos” e para as palestras “O Papel das Mídias Sociais na Promoção Turística sob a Ótica de Influenciadores Digitais” e “Estratégias Digitais para Destinos Turísticos”, definidas a partir das demandas da rede. Uma oficina para permitir o planejamento das próximas ações do grupo, a apresentação de casos práticos, além de uma visita-técnica completam a programação.

Atualmente a rede é coordenada pelo MTur e Embratur e conta com o apoio do Sebrae Nacional.