Estudante acusado de matar brasileiro em universidade americana é indiciado

Câmeras de segurança flagraram suspeito deixando dormitório após o crime e fugindo do campus (foto: Binghamton University/Reprodução )

Se condenado, ele receberá a pena máxima de 25 anos de prisão

Agência Estado

O estudante Michael Roque, de 20 anos, foi indiciado nesta semana sob a acusação de matar a facadas o brasileiro João Souza, de 19 anos, no dormitório do câmpus da Universidade de Binghamton, em Nova York.

A imprensa local afirmou que Roque foi acusado formalmente, na segunda-feira (14/5), de cometer homicídio doloso. Se condenado, ele receberá a pena máxima de 25 anos de prisão.

Roque é acusado de esfaquear várias vezes o estudante brasileiro em seu dormitório no dia 15 de abril, por volta das 22h30 (23h30 pelo horário de Brasília).

Os procuradores ainda não informaram as motivações do agressor, mas a polícia da universidade disse que o crime não foi aleatório. A direção da Universidade de Binghamton acelerou a expansão planejada do número de câmeras de segurança no câmpus após o assassinato de João Souza.

Roque estava detido sob suspeita e negava a autoria do crime. Imagens divulgadas pela Universidade de Binghamton mostravam um homem com características semelhantes às do suspeito entrando no quarto de Souza, utilizando roupas pretas, luvas e com o rosto escondido por um capuz.