Grito de carnaval na Embaixada dos EUA

Súsan Faria

Carnaval12E não é que teve carnaval dos bons na Embaixada dos Estados Unidos no Brasil? Meio desajeitados, alguns estrangeiros caíram no samba, mas não faltou o suingue das mulatas brasilienses e de muitos foliões que foram ao grito carnavalesco, realizado sexta-feira, 2, durante quase cinco horas, das 17h30 às 22h,  na sede diplomática em Brasília.

CarnavalUSA8

A Banda Turma do Paranoá e passistas da Escola de Samba Acadêmicos da Asa Norte comandaram a festa, em ambiente alegre, colorido, com muitos balões, torpedos, colares e exibição das bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos.

CarnavalUSA10Músicas de Zeca Pagodinho, marchinhas, sambas, pagodes, MPB e ritmos baianos também animaram o carnaval norte-americano. A canadense Suzan Redwood, 39 anos, segunda secretária comercial da embaixada do Canadá, gostou da festa: “muito agradável. A música brasileira move a gente”, comentou.

CarnavalUSA9

Suzan participou do grito carnavalesco junto com o marido e duas filhas de quatro e sete anos de idade, vestidas à caráter. As duas crianças estavam eufóricas e não pararam de dançar.  Quem também amou a iniciativa foi a pernambucana Udinay Gomes dos Santos, radicada no Rio de Janeiro (RJ), há 53 anos: “minha filha trabalha na embaixada e me convidou. Danço desde criança e onde tem samba lá estou”, disse. Udinay tem 76 anos e deu show de molejo e gracejos nos pés.

CarnavalUSA7Carnaval14CarnavalUSA5CarnavalUSA7CarnavalUSA10CarnavalUSA6