Lucinda Azevedo: uma cearense que universaliza o gosto pela leitura

Súsan Faria

Empresária trabalha no lançamento do livro “Uma Viagem a Portugal” em Brasília e Lisboa, junto com o autor José Santos. A obra também vai ser apresentada na Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha, na Itália. Em entrevista exclusiva à Revista Embassy Brasília, Lucinda fala dos seus projetos.

Lucinda2Cearense da Serra da Ibiapaba, a mil metros de altitude, município de Guaraciaba do Norte, Lucinda Azevedo está à frente da editora IMEPH, focada em livros na área educacional. Audaciosa, a empresária procura sempre novidade, qualidade e novos horizontes para atuar dentro da literatura.

Lucinda Azevedo, Maurício de Souza e José Santos
Lucinda Azevedo, Maurício de Souza e José Santos

Lucinda e o escritor José Santos também estão planejando o lançamento de obra na Embaixada de Portugal em Brasília, com a presença de Maurício de Sousa, dos embaixadores dos países da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), diretores de Universidades e de Escolas do país, mídia e formadores de opinião, além de crianças de escolas selecionadas. A data exata está sendo definida.

“Uma Viagem a Portugal”, de autoria de José Santos, brasileiro, filho de portugueses, deve ser lançado também em Lisboa.Voltado para o público infantil, o livro apresenta os personagens da Turma da Mônica e o António Alfacinha, portuguesinho que integra o grupo. A obra tem abordagem leve e divertida, onde o leitor descobre palavras diferentes só usadas no português falado em Portugal, além dos pontos turísticos e famosos da terrinha. Foram muitos os contatos de Lucinda com Maurício de Sousa. Na última Bienal do Livro de São Paulo, eles aprofundaram as conversas e planos como o lançamento de “Uma Aventura pela América Latina”, além de outros projetos.

Fortaleza – Graduada em Ciências Contábeis e pós-graduada em Gestão Pública, Lucinda se voltou para a área educacional. Desde que foi cursar a faculdade, em 1987, a empresária vive em Fortaleza, cidade onde trabalha muito, mas não deixa de comer caranguejo e tomar cerveja na praia, fazer caminhadas e desfrutar da companhia de amigos. Lucinda é apaixonada por Fortaleza: “uma cidade maravilhosa. Quinta cidade do País, é a única capital nordestina realmente situada no semiárido. Tem muito sol, muito mar com as águas mais verdes dos mares brasileiros, e oferece boa infraestrutura turística”.

Acima de tudo, a empresária destaca o aconchego do povo cearense, “que tem prazer em receber bem as visitas”. E prossegue: “Basta dizer que o nosso principal cartão de visitas é o riso, o humor, mas a cidade também é boa em música, cinema, dança, em teatro. Fortaleza é uma cidade progressista e bem-humorada”.

A diretora geral da IMEPH destaca que o Ceará é um estado dinâmico, resistente e empreendedor. “A menor capitania passou a ser um dos estados mais importantes do Nordeste. Hoje somos um exemplo em Educação”, explica. Os autores preferidos de Lucinda Azevedo são os da Editora que dirige, “porque eles escrevem muito bem e estão sempre antenados com as necessidades literárias, artísticas, culturais, pedagógicas dos nossos alunos. Incluo neste rol Ariano Suassuna, Jorge Amado e Ferreira Gullar”.

Hoje, a editora IMEPH tem cerca de 450 títulos publicados, 90% dos quais escritos por autores nordestinos. A empresa não nasceu de um projeto pré-pronto. “Isto foi se construindo na prática, conforme as demandas. Evoluímos para um instituto que fazia formação de pessoal, principalmente para os municípios atendidos por nós. Trabalhando com formação de professores, nos debates, fomos vendo que havia um grande gargalo, que era a questão do livro. Não tinham nada a ver com nossa realidade, com nossos autores, com nossa cultura, com nossos saberes”, explica.

Lucinda4Para Lucinda, estar à frente de muitos projetos educacionais é a realização de um grande sonho além de ser algo bastante desafiador. “Meu sonho é fazer do Brasil um país de leitores e escritores. Não sou da área pedagógica. Então, tenho que estar sempre me relacionando com pessoas que entendem desta área e com escritores dos mais variados gêneros textuais. Não posso me descuidar da venda, que é o que mantém qualquer empresa privada, mas não podemos perder o foco na qualidade do que vai ser vendido”.

Na opinião da empresária cearense, o livro muda as pessoas e se a obra é boa, sempre muda para melhor. “Não se pode formar um país de cidadãos, sem que se forme antes um país de eleitores”, comenta.

IMEPH – A Editora está sediada em Fortaleza, mas tem filial em Recife e presença significativa no Piauí, no Maranhão, no Rio Grande do Norte, na Paraíba, em Alagoas e na Bahia. Está sendo expandida e em breve deve chegar em  Roraima. Possui 30 colaboradores diretos e muitos distribuidores parceiros. O livro “Uma Viagem a Portugal” foi lançado na Bienal do Rio, com a presença de Maurício de Sousa, com uma tiragem de 5 mil exemplares.

São muitos projetos em andamento da editora, dentre eles vai lançar os livros: Biografia de Moraes Moreira, de autoria de Crispiniano Neto; Livro de CantorPernambucano, de Maciel Melo; O Refúgio das Interrogações e Outras Crônicas, do cantor e compositor pernambucano Maciel Melo;Breves Anotações de um Andarilho, do juiz federal Marcos Mairton; Desejo de Árvorese Pássaros, da poetisa Roseana Murray; Uma Viagem da Turma da Mônica pela América Latina, de José Santos com ilustrações de Maurício de Sousa; eAriano Suassuna, da escritora Lucília Garcez com ilustrações de Jô Oliveira.

Lucinda3Nas Ondas da Leitura – Realizado pela IMEPH, a iniciativa visa fomentar e potencializar o gosto pela leitura, formando leitores. Mobiliza a escola e a família para juntos construírem o gosto de ler e escrever de forma criativa, partilhada, significativa, lúdica e prazerosa. A editora também realiza os projetos Aprender Construindo- Educação Infantil,  Aprender Construindo- Alfabetização na Idade Certa e o Brasil Afro-brasileiro e Indígena,  que visa atender a Lei n° 11.645/2008, que prevê o estudo da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena. “Já são mais de 100 livros produzidos por alunos de mais de 50 municípios envolvidos nos projetos, o que nos anima a buscar novas parcerias”, explica Lucinda.