Luto no mundo do vinho

Morreu Gianfranco Soldera, produtor ícone, em Montalcino, cujo Brunello di Montalcino histórico está ainda entre os vinhos italianos mais admirados e procurados do mundo. Nascido em Treviso em 1937, ele foi vítima de um acidente, próprio nos vinhedos. Uma figura descontente e controversa, em poucos anos ele se tornou um dos produtores mais proeminentes da cena italiana. Ele cresceu em Milão, onde durante anos ele trabalhou como um corretor de finanças e atividades de seguros, foi um pioneiro na Toscana , com uma propriedade de 23 hectares, no Sudoeste de Montalcino, adquirida no início dos anos 70, com as primeiras vinhas de Sangiovese plantadas entre 1972 e 1973, a viticultura e vinho feito com a filosófiia “natural” de produção.

Com a primeira colheita do vinho feita em 1975 e o primeiro Brunello di Montalcino assinado Case Basse, safra 1977, chegou no mercado em 1982 e produzido até 2006, já que a produção da vinícola continuou sob a denominação IGT Toscana, permanecendo fiel ao dogma 100% Sangiovese. Um desaparecimento inesperado aquele de Soldera, com a idade de 82, que vem como um raio do céu nos dias do Benvenuto Brunello 2019.

Fonte : Wine News