Netanyahu pede que todos reconheçam Jerusalém como capital de Israel

Premiê declarou ainda estar “profundamente gratos ao presidente dos EUA por sua decisão”

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, pediu nesta quarta-feira (6) que todos os países reconheçam Jerusalém como capital de Israel. “Estamos profundamente gratos ao presidente dos EUA por sua decisão corajosa e justa de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e transferir a embaixada dos EUA “, disse Netanyahu.

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou na tarde desta quarta-feira (6) sua decisão de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e de mudar a embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém. Atualmente, a cidade de Jerusalém é dividida entre Israel e a vizinha Palestina, que, reclama das ocupações de povoados palestinos na Cisjordânia por colonialistas israelenses.

A Organização para a Libertação da Palestina se pronunciou afirmando que o comunicado do presidente dos EUA “destruiu a solução de dois estados” para o conflito entre Israel e Palestina.  De acordo com o secretário-geral da Organização de Libertação da Palestina, “o presidente dos EUA, Donald Trump, destruiu a perspectiva de uma solução de dois estados para Israel e Palestina e as chances de Washington de desempenhar um papel no processo de paz regional”. O movimento palestino Hamas, por sua vez, criticou o presidente norte-americano, alertando que a decisão “abre as portas do inferno”. Com informações da Sputnik News Brasil.