Parlamento britânico aprova pedido de adiamento do brexit

Inicialmente marcada para 29 de março, ideia agora é que prazo para saída do Reino Unido da UE seja estendido até 30 de junho

Notícias ao Minuto Brasil

Foi aprovada na tarde desta quinta-feira (14) a moção que propõe realizar até 20 de março uma nova votação do Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE). Este acordo, negociado pela primeira-ministra Theresa May com Bruxelas, havia sido rejeitado duas vezes. Uma maioria de deputados aprovou a proposta de pedir uma prorrogação do artigo 50º por 402 votos a favor e 202 contra, uma margem de 210.

Theresa May pedirá agora aos dirigentes europeus um pequeno adiamento do Brexit, inicialmente marcado para 29 de março, até 30 de junho.

A moção estabelece que o Artigo 50º será alargado até 30 de junho, mas apenas se os deputados aprovarem o acordo da primeira-ministra até 20 de março. Se May não conseguir negociar um acordo com sucesso até essa data, o governo pedirá uma extensão maior, mas, neste caso, a decisão caberá apenas à UE.

Ativado pelo governo britânico em 2017, o Artigo 50.º do Tratado da União Europeia determina dois anos de negociação para um estado-membro abandonar o grupo, prazo que acaba em 29 de março e que está inscrito na legislação britânica.

Na moção que apresentou para votação nesta quinta-feira (14), o governo propõe pedir à UE uma “prorrogação técnica curta e limitada” de três meses, até 30 de junho, necessária apenas para passar a legislação necessária, caso o parlamento aprove um acordo até 20 de março, véspera do Conselho Europeu.