Prefeito de Bolonha lança ‘guerra’ ao espaguete à bolonhesa

Famoso no mundo todo, o prato não nasceu na cidade italiana

Notícias ao Minuto Brasil

O prefeito de Bolonha, Virginio Merola, decidiu declarar “guerra” a um dos pratos que mais simbolizam a gastronomia italiana no exterior, mas que não tem nada a ver com o nome que o batiza: o espaguete à bolonhesa.

No fim de fevereiro, Merola, do centro-esquerdista Partido Democrático, publicou uma mensagem no Twitter reclamando dos pratos mundo afora que recebem o nome de sua cidade. “Caros cidadãos, estou colecionando fotos de espaguete à bolonhesa ao redor do mundo, a propósito de fake news. Esse chega de Londres. Se puderem, me enviem as suas”, disse.

A imagem mostra uma lousa de um restaurante londrino com os dizeres “Especialidade da casa: espaguete à bolonhesa”. Em resposta, usuários postaram inúmeras fotos de pratos e produtos que fazem referência a Bolonha.

“É estranho sermos famosos no mundo por um prato que não é nosso. Estamos felizes pela atenção dedicada à cidade, mas preferimos ser conhecidos pela comida que faz parte de nossa tradição”, afirmou Merola ao jornal britânico The Telegraph.

Segundo ele, as fotos enviadas pelas redes sociais serão usadas em uma exposição no Fico Eataly World, parque temático de gastronomia situado em Bolonha. O prato tradicional da capital da Emília-Romana é o tagliatelle ao ragù, no qual uma massa de ovos artesanal recebe um molho de carne cozida lentamente com aipo, cenoura, cebola, tomate e vinho branco seco.

O macarrão à bolonhesa, comido no mundo todo, não passa de uma adaptação. “Se o molho for de qualidade e seguir a verdadeira receita depositada na Câmara de Comércio, até o espaguete é bem-vindo”, disse o prefeito.