Products of Tunisia available to Brazilians

The country is the first in the Arab world to export olive oil and date which were the stars of cocktail evening for journalists and opinion formers

Liz Lôbo/ Raquel Pires

DegustaçãoTunísia 031Ambassador Mohamed Hedi Soltani received guests at his official residence on Lago Sul, on Wednesday (19), for a tasting of Tunisian national products. The objective was to present the goods and celebrate the commercial partnership with Brazil. The diplomat spoke about the quality of products, known around the world. “Tunisia is a very culturally rich country and this event is meant to show a little of that culture. A visit to our residence would not be complete without the tasting of our tasty food, “said Soltani.

TunisiaThe ambassador commented on how rich the country is in olive trees, making olive oil present in all dishes. Exports of this product to Brazil reach US $ 4 million and olive oil can be easily found in large supermarkets in Brazil, such as Carrefour, Pão de Açúcar and Extra. Tunisian olive oil is known for its superior quality, with a sweet and sweet profile. Proof of this is that Tunisia is the world’s leading producer of organic olive oil, the world’s second largest exporter of olive oil and the first Arab exporting country of olive oil to Brazil, “he said.

DegustaçãoTunísia 005Another key ingredient of Tunisian cuisine was also tasted by the guests: wine. The Mediterranean climate and rich soil make the country the ideal place for wine production.

Finally, the Tunisian dates were tried. “Tunisia remains the first world exporter of Deglet Nour, which is considered the” queen of all dates” because of its fleshy and very sweet fruit. We are also the first Arab exporting country for dates in Brazil,” celebrated Soltani .

Tunisia1

DegustaçãoTunísia 016DegustaçãoTunísia055Business – Amin Sayeb, the first secretary of the Tunisian Embassy in charge of economic affairs, believes that bilateral trade relations can grow more and more. According to him, this year Tunisia exported about 9 million dollars, “which is not significant because we have enormous potential” . Sayeb said that Brazil imports 70 million tons of olive oil from all over the world.

Tunisia3The embassy of Tunisia wants to increase exports to Brazil, especially the dates of light, which are the clearest and sweetest. He argued that the country produces oil for more than 2000 years, and today it is the largest producer in the world, but the amount that arrives in the Brazilian market is small. In his view, the Brazilian consumer knows little about Tunisian olive oil. “Italy, Spain and also Portugal already import our product, but in South America it is not so well known,” said Sayeb.

Among other products that Tunisia can export to Brazil, there are fruits such as pomegranate, tabasco (pepper sauce), which has an exotic flavor, a little different, strong for spicy food. There is also couscous, a typical Tunisian dish from North Africa and also fish, Tuna, sardines. Sayeb Amine, accentuated that Brazil exports more than 200 million dollars between sugar, soy, coffee and other products.

Tunisia2Tourism – Ambassador Mohamed Soltani, during the tasting cocktail, also took the opportunity to speak about the tourism potential of Tunisia, which is quite significant. A promotional film of the most important archaeological sites of that country was shown. According to the head of business, Amin Sayed, this year Tunisia received about 7 million tourists. “We have 1.300 kilometers of coastline, with beautiful beaches and modern infrastructure,” he said.

DegustaçãoTunísia 004DegustaçãoTunísia 022DegustaçãoTunísia 009

Produtos da Tunísia ao alcance dos brasileiros

O país é o primeiro do mundo árabe a exportar azeite de oliva e tâmara que foram as estrelas da noite em coquetel para jornalistas e formadores de opinião

DegustaçãoTunísia 027

O embaixador Mohamed Hedi Soltani recebeu convidados em sua residência oficial, no Lago Sul, na quarta-feira (19), para uma degustação dos produtos nacionais. O objetivo foi apresentar as mercadorias e comemorar a parceria comercial com o Brasil. O diplomata falou sobre a qualidade dos produtos, conhecida em todo o mundo. “A Tunísia é um país muito rico culturalmente e este evento é para mostrar um pouco dessa cultura. Uma visita à nossa residência não seria completa sem a degustação da nossa saborosa comida”, afirmou Soltani.

O embaixador com alguns dos convidados
O embaixador com alguns dos convidados

O embaixador comentou o quanto o país é rico em oliveiras, fazendo com que o azeite esteja presente em todos os pratos. As exportações desse produto para o Brasil chegam a 4 milhões de dólares e o azeite pode ser facilmente encontrado nos grandes supermercados no Brasil, como Carrefour, Pão de Açúcar e Extra. O azeite de oliva tunisino é conhecido por sua qualidade superior, de perfil suave e adocicado. Prova disso é que Tunísia é o primeiro produtor mundial de azeite orgânico, segundo exportador mundial de azeite e o primeiro país árabe exportador de azeite de oliva para o Brasil”, declarou.

DegustaçãoTunísia 044Outro ingrediente fundamental da culinária tunisina também foi degustado pelos convidados: o vinho. O clima mediterrâneo e o solo rico fazem do país o lugar ideal para a produção de vinho. E por último, as tâmaras tunisinas foram experimentadas.A Tunísia permanece o primeiro exportador mundial de Deglet Nour, que é considerada a “rainha de todas as tâmaras”, em razão de seu fruto carnudo e muito doce. Somos também o primeiro país árabe exportador de tâmaras para o Brasil”, comemorou Soltani.

 Negócios – Amin Sayeb, primeiro secretário da Embaixada da Tunísia, encarregado dos assuntos econômicos,  acredita que a relação comercial bilateral pode crescer cada vez mais  Segundo ele,  esse ano,  a Tunísia exportou cerca de 9 milhões de dólares o que não é significativo porque temos um potencial enorme”, acentuou Amin. Disse que o Brasil importa 70 milhões de toneladas de azeite do mundo inteiro. A embaixada da Tunísia quer ampliar as exportações para o Brasil, principalmente das tâmaras de luz, que são as mais claras e mais doces. Ele argumentou que o país produz azeite a mais de 2000 anos, e hoje é o maior produtor do mundo, mas a quantidade que chega no mercado brasileiro é pequena. A seu ver,  o consumidor brasileiro conhece pouco sobre o azeite tunisiano. « A Itália, a Espanha e também Portugal  já importam nosso produto, mas,  na América do Sul, ele não é tão conhecido, lamentou Sayeb.

Entre outros produtos que a Tunísia pode exportar para o Brasil, existem frutas como o Romã, o tabasco (molho pimenta), que tem um sabor exótico, um pouco diferente, forte para comida apimentada. Tem ainda o cuscuz, prato típico da Tunísia do norte da África e também peixe, a Tuna , a sardinha. Sayeb Amine, acentuou que o Brasil exporta mais de 200 milhões de dólares entre açúcar, soja, café e outros produtos.

Turismo – O embaixador Mohamed Soltani, durante o coquetel de degustação, aproveitou para também falar do potencial turístico da Tunísia que é bastante significativo. Foi exibido um filme promocional dos mais importantes sítios arqueológicos daquele país. De acordo com o encarregado de negócios, Amin Sayed, esse ano a Tunísia recebeu cerca de 7 milhões de turistas. «  Temos  1.300 quilômetros de litoral, com praias lindas e infraestrutura moderna » afirmou.

DegustaçãoTunísia 001DegustaçãoTunísia 011DegustaçãoTunísia 023DegustaçãoTunísia 017DegustaçãoTunísia 019DegustaçãoTunísia 050