Ritmos caribenhos agitam noites de Brasília

Toda última terça-feira do mês, o restaurante Bierfass, no shopping Gilberto Salomão, no Lago Sul, se transforma em um pedaço da República Dominicana. É lá que diplomatas, funcionários de embaixadas e o público em geral se encontram para assistir e dançar os ritmos caribenhos e latino-americanos como Merengue, Bachata e Salsa, dentre outras. Também é uma oportunidade de matar a saudade ou conhecer um pouco da culinária típica daquele país. A Noite Dominicana acontece há dois anos, a partir das 19h30, e tem atraído cada vez mais pessoas. Entre 200 e 300 pessoas participam mensalmente da festa, segundo os organizadores.
            “É uma oportunidade de divulgarmos a nossa cultura, a nossa música, a nossa gastronomia e também as nossas atrações turísticas”, explica o embaixador da República Dominicana, Alejandro Arias, o atual embaixador era Ministro Conselheiro da embaixada desde a inauguração da Noite Dominicana há oito meses anfitrião da noite.  Orgulhoso, Arias fala das vantagens de um passeio ao país dele. “São quatro voos diretos, sem escalas, não precisa de visto e temos hotéis maravilhosos, com sistema all inclusive, nas praias mais lindas do Caribe”, enumera. Segundo Arias, a República Dominicana oferece esporte como surfing e ainda turismo nas montanhas e de aventura. “Hoje também lá vem atraindo muitos noivos para a realização da cerimônia de casamento”, acrescenta a Primeira Secretária da embaixada, Orly Burgos.
FestaREpDominicana10
Alejandro Arias, (segundo da direita para esquerda), há oito meses anfitrião da noite.
O embaixador de Honduras, Breno de Souza Brasil Dias da Costa
No último dia 22 de dezembro, foi realizada mais uma festa em ritmo caribenho que além da confraternização, foi uma despedida de 2015. O embaixador de Honduras, Jaime Güell Bográn, aproveitou a Noite Dominicana para comemorar o aniversário com os amigos. O embaixador da Costa do Marfim, Sylvestre Aka, e a esposa Adeline, também prestigiaram a festa e aproveitaram para fazer novas amizades.
            O Sancocho, ensopado típico dominicano com diferentes tipos de carne, abacate, banana da terra verde e mandioca, foi o prato típico servido durante a Noite Dominicana. Como petisco, foram oferecidos tostones, banana da terra verde frita. O próprio dono do restaurante Bier Fass, Janoel Ribeiro, cuida do cardápio e oferece o DJ para tocar a seleção de músicas escolhidas pela Embaixada da República Dominicana. “Começou de improviso, sem compromisso, hoje tem público cativo que se integra aos frequentadores do restaurante e todo mundo se diverte”, garante Ribeiro.
Link para as fotos do evento
Janoel Ribeiro, proprietário do Bier Fass, cuida do cardápio e oferece o DJ
Janoel Ribeiro, proprietário do Bier Fass, cuida do cardápio e oferece o DJ