Trump diz que Fed deveria estimular economia como em tempos de crise

Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste domingo que as ações do Federal Reserve tiraram talvez até 30 por cento do crescimento econômico dos Estados Unidos e dos ganhos do mercado financeiro, e que o banco deveria injetar dinheiro na economia como fez durante a recessão entre 2007 e 2009.

O ataque mais recente de Trump ao banco central norte-americano, feito pelo Twitter e sem citar qualquer evidência que suportasse sua reivindicação, ocorreu no momento em que o diretor do Banco Central Europeu, Mario Draghi, e outras autoridades internacionais demonstram preocupações de que um Fed politizado por potenciais nomeações de Trump possa desestabilizar o sistema global baseado no dólar.

“Se o Fed tivesse feito seu trabalho direito, o que não fez, o mercado financeiro estaria com 5 mil ou 10 mil pontos a mais, e o PIB estaria crescendo bem acima de 4 por cento, em vez de 3 por cento… com quase nada de inflação”, disse Trump.

“O aperto quantitativo foi péssimo, deveriam ter feito exatamente o oposto”, disse, referindo-se à retirada mensal do Fed no ano passado de até 50 bilhões de dólares em títulos adquiridos durante a pior recessão econômica desde a Grande Depressão na década de 1930.

A sugestão de Trump de que o Fed retorne para a flexibilização quantitativa colocaria a instituição em uma posição de acrescentar um estímulo monetário e expandir sua presença nos mercados de dívidas em uma economia que cresce de forma sólida e com uma taxa de emprego que vive uma baixa histórica.