Turismo teve seu melhor ano na Tunísia em uma década

Atividade movimentou US$ 1,4 bilhão no país de janeiro a 20 de dezembro de 2018, um aumento de 42% sobre o mesmo período de 2017.

Da Redação

anba@anba.com.br

O turismo gerou receitas de US$ 1,4 bilhão na Tunísia de janeiro a 20 de dezembro de 2018, segundo dados divulgados pelo Ministério do Turismo e Artesanato do país e reproduzidos pela agência de notícias Tunis Afrique Presse (TAP). O valor equivale a mais de 3,9 bilhões de dinares tunisianos e representa um aumento de 42,1% sobre o mesmo período de 2017.

De acordo com a TAP, 2018 foi o melhor dos últimos dez anos para o turismo na Tunísia. Até 31 de dezembro, o país recebeu 8,3 milhões de visitantes, um crescimento de 17,7% em relação a 2017.

Europeus e cidadãos de outros países do Maghreb são os que mais viajaram à Tunísia. No primeiro caso, os franceses lideraram a lista, e no segundo, os argelinos. O Maghreb é a região africana que reúne Líbia, Tunísia, Argélia, Marrocos e Mauritânia.

Em termos de diárias em estabelecimentos hoteleiros, as regiões mais procuradas foram Djerba-Zarzis (foto), Sousse, Nabeul-Hammamet, Monastir-Skanes, Yasmine Hammamet e Túnis-Costa de Cartago.