USA and Brasil: good business partners

USA are consolidated as the largest market for industrial products exported by Brazil

The Essay

Brasília – In 2016, no country or economic bloc imported both industrialized product of Brazil and the United States. Were $ 14.29 billion, up 2.9% compared to 2015. The import value-added products had a share of 61.3% of a total of US $ 23.156 billion exported by Brazilian companies to market American. The data is the Ministry of Industry, Trade and Services (MDIC).

Other relevant data: the United States was also the largest importer of aircraft manufactured by Embraer, with acquisitions totaling US $ 2.9 billion, higher amounts to 5.3% of the volume exported in 2015. The aircraft shipments accounted for 13 % of everything that was negotiated by Brazil with the United States last year.

The importance of the United States for exports of Brazilian industry can be measured by the fact that the European Union and twenty-eight member states imported US $ 12.62 billion in Brazilian manufactured goods, ie $ 1.67 billion to unless the volume imported by the Americans.

Por outro lado, os números relativos ao comércio de aeronaves com os Estados Unidos envolvem uma peculiaridade: ao mesmo tempo em que exporta aviões para o mercado americano, o Brasil aumenta a importação junto aos Estados Unidos de partes de motores e turbinas para aviões, que acabam equipando as aeronaves da Embraer que posteriormente são embarcadas para o mercado americano. Ano passado, essas importações totalizaram US$ 1,91 bilhão (9,0% a mais que em 2015) e responderam por 8,0% dos bens adquiridos junto a empresas dos Estados Unidos.

EUA se consolidam como o maior mercado para produtos industrializados exportados pelo Brasil

Da Redação

Brasília –  Em 2016, nenhum país ou mesmo bloco econômico importou tanto produto industrializado do Brasil quanto os Estados Unidos. Foram US$ 14,29 bilhões, uma alta de 2,9% comparativamente com 2015. A importação de produtos de maior valor agregado teve uma participação de 61,3% de um total de US$ 23,156 bilhões  exportados pelas empresas brasileiras para o mercado americano. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

Outro dado relevante: os Estados Unidos foram também o maior importador dos aviões fabricados pela Embraer, com aquisições no total de US$ 2,9 bilhões, cifra superior em 5,3% ao volume exportado em 2015. Os embarques de aeronaves corresponderam  a 13% de tudo o que foi negociado pelo Brasil com os Estados Unidos no ano passado.

A importância dos Estados Unidos para as exportações da indústria brasileira pode ser medida pelo fato de que a União Europeia e seus vinte e oito estados-membros importaram US$ 12,62 bilhões em produtos manufaturados brasileiros, ou seja US$ 1,67 bilhão a menos que o volume importado pelos americanos.

Por outro lado, os números relativos ao comércio de aeronaves com os Estados Unidos envolvem uma peculiaridade: ao mesmo tempo em que exporta aviões para o mercado americano, o Brasil aumenta a importação junto aos Estados Unidos de partes de motores e turbinas para aviões, que acabam equipando as aeronaves da Embraer que posteriormente são embarcadas para o mercado americano. Ano passado, essas importações totalizaram US$ 1,91 bilhão (9,0% a mais que em 2015) e responderam por 8,0% dos bens adquiridos junto a empresas dos Estados Unidos.